segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Estado de alma

Há estados de alma, que não nos apetece. Que mesmo sabendo que existem, mesmo sabendo que são uma consequência inevitável, fingimos passar ao lado. Até que o poder que ganham, se torna marcante. Impossível de esconder. E o nosso querer perde forças, para dar lugar à porcaria do óbvio. Que de tão óbvio que era, já esperávamos. Fingindo que não viria, mas no fundo, certos que sim. Porque a maravilha do incerto, nem sempre acontece. Por muito que detenhamos a incerteza da vida, sabemos a certeza da morte. Existem outras, que não tão certas, quase que são.

3 comentários:

  1. Certa mais certa ...é difícil. Concordo em todas as letras, palavras, frases e pontuação.

    ResponderEliminar
  2. Há incertezas boas e outras nem tanto. Assim como a morte pode ser uma certeza boa para uns e má para outros... Ainda há pouco falei também na certeza da morte.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores