quarta-feira, 9 de março de 2011

Hábitos

Todos detectaram a minha longa ausência de três dias. O meu filho, hoje ao almoço, arreliou-se porque nem sequer o chamei, e ligou-me de volta. Eram sete e meia da manhã, quando o meu telefone tocou. Ainda não concluí, se todas estas reacções, foram real falta, ou apenas estranheza. O hábito turva a existência.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores