domingo, 12 de junho de 2011

Considerações

Ao ler o crescente de criminalidade que assalta o País, não posso deixar de pensar, num dos motivos que impele ao crime. Não condeno nem defendo outros sistemas, até porque, nem os conheço a fundo para em tal incursão me aventurar, mas ainda assim, não deixo de louvar, por exemplo, a forma como alguns Países encaram as suas forças Policiais. Poderão estar certas, poderão estar erradas, mas ainda assim, existe uma defesa do estado, que as encara como autoridade que são, e à qual se deve respeito. É uma questão de principio e ordem, tal e qual outro tipo de supremacias que nos regem, em termos educacionais e de evolução social. As nossas forças de autoridade, contrariamente, são tidas como frágeis, e muito pouco defendidas. Em caso de possível erro, o primeiro passo é quase sempre julga-las. Se nelas têm cabimento personalidades pouco vocacionadas, a culpa é do sistema, que não o deveria permitir. Porque a partir do momento em que são autoridade, não deveriam ser postos em causa, por tudo e por nada. Poderá este facto constituir um pormenor. Poderão outros factores, serem os principais responsáveis pelos elevados índices de assaltos ou outros. Poderemos nós nem nos encontrar num País, onde as taxas sejam verdadeiramente assustadoras, que considero a existência de outros bem piores. Ainda assim, este descrédito por quem nos orienta, não me parece um bom caminho. Aliado a outros senãos actuais, poderá, a curto ou médio prazo, ser um sério problema.

1 comentário:

  1. Já é um sério problema, CF, que creio, infelizmente vai piorar...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores