segunda-feira, 27 de junho de 2011

Momentos

Ela pára. Ele segreda-lhe ao ouvido eternidades. Há coisas que são eternas, ainda que possam terminar. Deixam um eco infinito na alma que recebe. Ele pára. Ela diz-lhe que sim e ele acena com a cabeça. O mundo à volta parece que gira. Pura ilusão. Tudo o que pode acontecer está ali, e em mais lugar algum. Há quem diga que momentos nada são, de possíveis de se esvaírem no tempo. Há quem os julgue magnânimos. E os guarde dentro, como se de preciosidades se tratassem. Fazem sorrir.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores