quarta-feira, 22 de junho de 2011

Dia

No meio da minha cara de bolacha sarapintada, encontra-se um nariz com comichão. São as merdinhas das alergias que me atentam afincadamente desde ontem. Ontem foi um dia giro. Entre umas quantas coisas menos boas, que parecem perseguir-me, sabe-se lá porquê, quem sabe gostam de mim, aconteceram as boas, com destaque para a festa de final de ano do rebento, que dançou, com elevado grau de mestria, waka waka da Shakira. Mesmo ao lado do palco, um parque de terra aos solavancos com o vento, deve ter reunido, e julgou prudente entrar-me pelo nariz. Eu, distraída pelo espectáculo, deixei. Desde ontem, que a malvada poeira reside então dentro de mim, e eu, já tentei expulsa-la, lançando mil novecentos e setenta e oito espirros, mas não está fácil. Acho que a maldita encontrou um lugar para morar. Posto isto, e agora que parei para verdadeiramente coçar o nariz, resolvi postar estas linhas.

Post secret: Acabaram de me entrar no gabinete, e apelidaram-me de palhaça, devido ao rubor do nariz. Digamos, que já houveram dias melhores. O que vale é que babei com o espectáculo, e com o meu filho. E comi uma bela fatia de bolo de bolacha. E outra de tarte de pastel de nata.

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores