sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Desprevenida...


Não gosto assim lá muito, ou melhor, não gosto assim quase nada, de ser apanhada desprevenida. Naquelas situações, onde ficamos sem saber, o que dizer, o que fazer, o que é certo, o que é errado, e por aí fora. Normalmente, a espontaneidade está do meu lado, e até me desenrasco qualquer coisita. Mas ainda assim, e depois de ultrapassar o momento, acho sempre que uma qualquer outra resposta ou atitude, teria sido mais adequada. Raios.
E não, ninguém me ofereceu flores sem eu estar à espera. Antes fosse. Isso era impulse, e isto não sei muito bem o que é.

2 comentários:

  1. Por vezes é mais que bom surpreender e ser surpreendido, mas depende :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores