domingo, 11 de outubro de 2009

Reflexão...

E num período reflexivo pós eleitoral, ou seja, nada normal, mas vocês já sabem que sou do contra, encontro-me oficialmente pensativa. Sobre tudo e sobre todas as coisas. Sobre objectivos, metas e sonhos. Sobre ambições, sobre pessoas. Sobre o raio que me parta e mais alguma coisa. Porque existem momentos assim, que nos fazem uma falta imensa para ordenarmos o nosso interior. Porque o mais ou menos faz-me uma comichão do caraças, e eu não gosto lá muito delas. Porque o assim assim é um estado morno e inútil que não condiz comigo. Porque o banho Maria é giro na vida dos outros, se eles assim o entenderem, mas na minha atafulha-me o espírito. E de espíritos atafulhados está o mundo cheio.
Porque por vezes surgem oportunidades que nos assustam de tão tentadoras. Porque nos obrigam a ponderá-las, e ficamos assim como que, sem saber o que fazer. E indecisões intermináveis também não são para mim. Nem aqui, nem em nada. Coisas em curso eternamente são coisas com tendência a acabar. De monotonia, de stress, de cansaço. Não sei quanto tempo demorarei em pensamentos profundos. O tempo que precisar, até porque estes pensamentos só a mim dizem respeito. E quando os pensamentos são muito nossos podemos dar-nos ao luxo de pensar neles mais tempo. Ou menos, enfim. O tempo que nos for preciso, sem arrastar decisões. Quando os pensamentos influem com outrem, o cuidado deverá ser outro. Deverá, nem sempre é. Porque o ser Humano tem sempre um umbigo majestoso. Enorme e único. Os outros umbigos são sempre outros umbigos, muito mais pequenos que o nosso. Quase sempre. Pelo menos vezes de mais.
Agora vou até ali sentar-me no sofá, e encontrar uma qualquer série estapafúrdia para ver, antes do meu período oficial de reflexão iniciar. Preciso de uma dose de futilidade, a fim de limpar a alma, constantemente absorta com coisas demais. A teoria da tábua rasa sabia-me agora que nem nozes. Não obstante não concordar com ela, apetecia-me tremendamente. Também não gosto de leite simples. E ás vezes apetece-me muito, e bebo. Enfim, coisas.

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores