sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dos sonhos. Daqueles a dormir, mesmo.




O meu querido Sigmund Freud, chamava-lhe o guardião do sono. Necessário e importante, portanto. Confesso que nutro com eles uma relação de amor/ódio. É frequente sonhar com coisas boas, mas também com coisas menos boas. E não encontro própriamente ligação do estado de espírito com o que sonho. Posso estar num dia fabuloso e sonhar um disparate, e vice versa. São consideradas projecções do nosso inconsciente, sendo que, por vezes, atingimos nos sonhos determinados objectivos que nos escapam no período de vigília.


Hoje, particularmente hoje, apeteceu-me falar deles por aqui. Porque ultimamente me recordo deles ao pormenor, como se qualquer coisa me quisessem dizer. Misturo pessoas, situações, caminhos e opções. Pessoas presentes, pessoas passadas.


Lembro-me de, em pequena, julgar que se adormecesse a pensar em algo com muita força, sonharia com essa mesma coisa. Não me lembro se fazia efeito. Actualmente, e com frequência, acordo a meio de sonhos que quero continuar, e não consigo. E tenho outros que me apetece que desapareçam, e que parecem ficar latentes, num período de semi vigília, para depois me continuarem a atormentar enquanto durmo.


É um terreno pantanoso e misterioso, sem dúvida. Não posso dizer que não me deixem nos entretantos considerações valiosas. Identifico perfeitamente nas leituras que faço, situações que me preocupam, sonhos que quero atingir, entraves que se apresentam. E por vezes surge um qualquer pormenor, implícito, no qual ainda nem tinha pensado. Apesar de misterioso, é um terreno que gosto de explorar. Talvez por isso mesmo. Pelo mistério.

Estou tentada a logo à noite, experimentar a minha teoria de infância. Acho que vou adormecer, a pensar com muita força que estou algures em Bali. Sim, hoje apetecia-me Bali. Podia ser ali num dos sítios das fotos.

3 comentários:

  1. Deve ser comum, porque também assim acreditava. Aliás, volta e meia lá faço uma forcita a ver se consigo controlar o que sonho :P
    De qualquer forma, os sonhos sempre foram um tema que me despetou interesse. Mas são tão dispares as informações que se obtem... :(

    ResponderEliminar
  2. Tenho sonhos repetidos e esses intrigam-me porque se repetem durante anos e anos, será que significam algo?
    Como por exemplo sonhar que subo ou desço escadas ou elevadores?
    Ou sonhar com casas por dentro e por fora...sempre as mesmas casas?
    estranho....
    :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores