sábado, 24 de outubro de 2009

Fim de semana e berlindes. E objectivos também.

O fim de semana veio quase sem eu dar por isso. O descanso lança-me engodo, mas tenho afazeres. Entre os quais compromissos daqueles de honra. Que ninguém me pede, no verdadeiro sentido da palavra. Mas são compromissos. Daqueles muito à séria. Feitos de vontade, de coração, de alma.
Acordo pela manha com a chamada do rebento. Mãããeeee.... É hoje que me compras os berlindes? Sim filho, vamos lá já de seguida. Bom dia para ti também sua excelência... Respondo. Bom dia mãe... Ouço, ainda do fundo dos lençóis.

Escolhemos um saco, numa loja onde existe tudo quanto possam imaginar. Passamos na pastelaria para um café quente e um sumo de frutos vermelhos ( E um mil folhas espalmado, que vem aqui escondido, porque é pecado. Mas atenção, foi a meias. Valha-nos isso.). De seguida, e já na casa da avó, despejam-se os berlindes na mesa da cozinha. E fica-se, um tempo considerável de olhar feliz, bem fronte a eles. Penso. Já sabem que sou de pensar. Nisto e naquilo. Em tudo e em nada. Penso essencialmente, que gostava de ainda ser assim. Por vezes, já não consigo obter o devido prazer das pequenas coisas da vida. Outras consigo, e sou feliz quando isso acontece. Deve ser das correrias. Dos afazeres. Dos compromisso. De honra e dos outros. Tudo nos leva tempo, paciência, calma. Não raras vezes, já é necessário algo forte para nos arrancar um sorriso. Sou uma Mulher cheia de objectivos, eu. Eis outro deles.

2 comentários:

  1. ;)

    Também tenho pena de já ter esquecido aquilo que é realmente importante - as pequenas coisas.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. O prazer da vida está mesmo nas pequeninas coisas. São elas que fazem a diferença. Temos de aprender a dar prioridade ao que é importante e não ao que é urgente.
    Por vezes dou por mim a pensar nas coisas que perdemos durante o dia. É uma chatice!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores