quarta-feira, 21 de julho de 2010

Pressas


Pelo caminho encontro um pastor, daqueles das histórias, com ovelhas, cão e cajado. Veste uma camisa aos quadrados, boina, e apoia-se no pau de marmeleiro, tal qual uma imagem que tenho de um livro de nome Martim e a Cabra Branca, que em tempos me fez delícias, e que habita hoje a estante do meu filho. Nem se vêm muito estes cenários, ainda que por terras aldeãs, me encontre com frequência. As ovelhas hoje já quase nem pastam, já ninguém ou poucos são pastores, que a criação cria-se em cativeiro, de forma rápida e pouco eficaz, evoluções dos tempos, claro que sim. Se outrora eu disse-se à minha bisa que os coelhos da coelheira dela, iriam anos mais tarde crescer em metade do tempo, e com metade do trabalho, ela chamar-me-ia doida. Se lhe disse-se ainda que as suas gordas galinhas comeriam hormonas que lhe duplicariam o tamanho, numa lua, que bem chegava, perguntar-me-ia, se estava em Marte, ou o que de estranho se teria assolado de mim, para proferir tal barbaridade. Poder-lhe-ia ainda dizer que o sabor ficar-se-ia pela metade, que é bem verdade, com pena minha, que canja de galinha de capoeira é canja de galinha de capoeira. A rapidez é uma mais valia nos tempos que correm. Tudo se faz, se trata e se desenvolve num ápice, para nos restar um conjunto de realidades sem sabor, tudo, pela pressa, incluindo as relações. Talvez seja um mal necessário, nem sei bem que diga. Quanto a mim, e focando somente a cozinha, gosto de tempo e de calma, ainda que o pitéu seja de aviário, que às vezes calha assim, que as avós já não criam, já nem se usa grandemente. Remendo o mal da pressa alheia, com umas boas duas horas de guisado, que apuram qualquer galo deslavado, pelo menos um bocadinho mais. Quanto a outras pressas falemos depois, que hoje não é dia.

1 comentário:

  1. Ao ler este spot, lembrei-me da minha infância e do "Constantino guardador de vacas e de sonhos".
    Quanto à comida tenho mais sorte, acesso a animais da quinta e dos que comem a comida sem ser artifical, saborosos.
    :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores