segunda-feira, 30 de abril de 2012

...

Por vezes o estado acalma para além do razoável. Escasseiam vontades, palavras, abundam pensamentos indizíveis. Mas depois isto passa, porque na orla da estrada nascem papoilas vermelho sangue, lindas de morrer e a voar ao vento. Para além disso o meu filho acolheu um pássaro caçado pelo gato, uma rola, parece-me, na minha ignorância zoológica. Tapou-o com uma manta e aninhou-o dentro de uma caixa, onde o alimenta várias vezes ao dia. O animal tem um papo que só visto, e o meu filho está muito feliz.

1 comentário:

Deixar um sorriso...

Seguidores