sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Das procuras...

Um fim, é sempre um fim. É sempre um terminar de qualquer coisa, e por norma, mesmo que seja o melhor remédio, dói. Pelo hábito, pelo que se viveu. Essencialmente, pelo que não se vai viver...
De qualquer forma, parece-me prudente que se encare os fins de algo, como o inicio de uma nova fase, de uma nova era. Fecha-se uma porta, para que muitas se abram. Portas que moldamos, de acordo com as nossas motivações, que vão refinando, à medida que a vida avança.
De certo que para a próxima, se procura alguém melhor. Logo, é sinal que o que se tinha não era perfeito. Sim, eu sei que a perfeição não existe, mas podemos sempre andar à procura dela. Motiva-nos para avançar. E apesar de não existir, quem sabe se a encontramos...

Um beijo minha querida; sim, este texto é para ti...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores