sábado, 29 de agosto de 2009

Das recepções...


Sempre adorei gatos. É de pequena, e julgo que tem a ver com o facto de me identificar em muito com a personalidade deles. De qualquer forma, hoje, quando chego a casa dos meus pais, deparo-me com o meu cão, em perfeito delírio. A minha irmã, tinha acabado de chegar. Ele estava a tomar banho aquando da chegada. Diz quem viu, que ia não aguentando tanta emoção. Ele a emoção, e o desgraçado do meu pai, a pressão para o segurar, e não o deixar fugir da banheira, envolto em bolhas de espuma. Estava o bicho a recompor-se, chego eu, cuja ausência lá por casa não foi tão longa, mas ainda assim, a suficiente para o deixar naquele estado de loucura. Por muito que goste da independência e altivez dos gatos, tenho de me render ás evidências. Nenhum animal no mundo ( e se calhar muito pouca gente) mostra tanto a sua alegria pela nossa chegada com um cão. Faz-me sentir bem o sacana do bicho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores