sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Sempre

Ontem comprei os primeiros livros para a escola do meu rebento. Um conjunto com Joaninhas, lindo de morrer. Folheamos os dois, e revivi, os meus tempos de escola.
Senti-me feliz. Pelas boas memórias, por o ver crescer a meu lado. Estou numa altura particularmente sensível ao seu crescimento. Ainda hoje, pela manha, olhava-o e admirava o seu cumprimento na cama. Está enorme o meu pequeno... Sim, porque sou mãe, e contra todas as lógicas concretas, mas a favor dos sentimentos, ele vai ser sempre o meu pequeno. Sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores