terça-feira, 4 de agosto de 2009

E o regresso tem sido assim...


Esta é uma das alturas da minha vida, em que gostava de ter uma daquelas profissões, que nos levam de férias, e nos trazem, como se nada fosse. O trabalho não acumula, e está tudo calmo no nosso regresso...

Eu, acabadinha de chegar, encontro a minha secretária ( ou melhor, não a encontro, pois está de tal forma atafulhada, que mal se vê), minada de papeis, com montes de meio metro de altura.

E é ver-me lá no meio, sem saber se me vire para o monte da esquerda, se da direita, ou se dou primeiro cabo do do meio, a fim de pelo menos conseguir vislumbrar quem necessita de se sentar em fronte a mim... E depois também, mais uma vez concluo que sou fantástica. É que desde o meu regresso, que sou metralhada com telefonemas, de pessoas que precisam de me falar, com uma urgência imensa, que já tentaram mil vezes na minha ausência, e se esperarem mais uns escassos minutos, são capazes de colapsar, tal o desespero.
O computador, tem mails por abrir até dizer chega, todos, obviamente de carácter urgentíssimo, que nem sei por onde começar. Ainda não comecei por nenhum, porque ainda não tive tempo.

E surgem ainda situações imprevistas por resolver, daquelas que nas minhas férias, não aconteceram... Aguardaram-me, para me acontecer todas a mim. Claro, só podia... Como exemplo, posso referir o lago central dos peixes que deixou de bombear água, a câmara frigorífica que pifou, e a central de videovigilância, que resolveu também tirar férias. Portanto, os Técnicos também andam a rondar, de forma deveras intensa...

Nos entretantos, e se quiserem falar-me, procurem-me, sei lá, assim, lá bem por detrás da secretária, tapada com mil dossiers, toneladas de papel, e meia dúzia de telefones, que tocam desenfreadamente. Posso também estar protegida por barreiras daquelas pessoas que querem falar-me pessoalmente... Mas no fundo, no fundo, eu estou lá... Só é preciso procurarem-me bem...
Ufa, acho que estou a precisar de férias :)

2 comentários:

  1. Mas confessa lá, se fores um pouco como eu, dá um pequeno prazer este stress saudável, não dá? Sensação de que precisam de nós, de que as coisas não funcionam tão bem sem nós e de que somos imprescindíveis... a mim faz me sentir optima :) pena é quando não estamos psicologicamente presentes. Mas isso são outras conchinhas.

    ResponderEliminar
  2. é normal :D
    No meu trabalho tb é assim....

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores