segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

...

O neurótico histérico talvez seja a estrutura de personalidade que mais me irrita. Sabem perfeitamente que o outro tem sentires diferentes, pode ser seduzido, e por isso tentam manipulá-lo, controlando a sua atenção. Por norma pavoneiam-se, mostram-se, abanam-se, tal e qual como o animal na iminência da conquista. Alguns conseguem controlar os espasmos de exagero, e travam quase a tempo. São uns queridos, poupam-me imenso. Outros entram numa espiral de auto valorização patética de tão exagerada, e não perdem uma de se vangloriarem de uma forma estudada e pensada para agradar. Com estes por vezes sou tramada. Dá-me um gozo imenso deixá-los ir, só para depois os tramar numa curva apertadinha, auto construída, e muito, muito perigosa.

(Só para os aflitos, que julguem que eu tramo quem de mim se socorre, sosseguem. Isto é na vida, não no consultório.)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores