sábado, 14 de novembro de 2009

Querida T


Hoje o dia vai ser assim, a atirar para o comprido. Ruma-se à Capital, o que é sempre um bom destino. Tenho saudades dela, como sempre. Faz-me falta.

Hoje é também o dia em que veio ao mundo a minha querida T. Que por deliciosas razões está de retiro, e possivelmente, nem lhe porei a vista em cima. De qualquer forma, não posso deixar de a referir por aqui. É uma boa pessoa, as boas pessoas merecem ser referenciadas. Uma pessoa que, à revelia do mundo, procura sempre a felicidade. Por muito que ela lhe tente fugir. Uma lutadora, portanto. Detém ainda a particularidade, de ser das poucas que me ouve os desaires, e isso, lhe devo eternamente. Um beijo, um xi-coração, e uma rosa para ti, minha linda.

2 comentários:

  1. Coincidência. A querida T e o pai do Sputnik partilham o nascimento de calendário. Bem, lá vai mais uma rosa, mas uma, apenas. Pois isso já foi alvo ce comentário :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, minha querida. Fazes-me falta. Sempre. Beijo enorme :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores