sábado, 13 de março de 2010

Alma de viajante

Na Nós viajantes, encontro um espírito indescritível. Sempre achei que quem se dispõe a largar tudo para correr mundo, é alguém arrojado, destemido, curioso. A alma dos viajantes que conheço de perto, é sempre uma alma cheia. Uma que não conheci, mas da qual muito ouvi, foi a alma do meu bisavô. Diz quem o conheceu, que era um Homem grande, e de espírito livre. Estas almas, as de viajante, tenho para mim que serão sempre umas almas puras, libertas, cheias de boas intenções, e completamente desprovidas de materialismo, censuras e limites. Talvez seja isso que me fascina nelas. Um dia, ainda vou ter uma alma assim.

3 comentários:

  1. Concordo plenamente e de certa forma invejo quem tem esse espírito, quem consegue se despegar do fútil e partir à aventura :)

    ResponderEliminar
  2. Também admiro a coragem de tais pessoas...

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores