sexta-feira, 26 de março de 2010

Na minha cozinha


Há quem não consiga cozinhar sempre da mesma forma. Comigo, as coisas funcionam sempre. Bons ingredientes, tempo, e as minhas mãos, e o resultado, é invariavelmente bom. Não costumo salgar, ou deixar insosso. O arroz não coze de mais, e o pato, nunca seca no forno. O refogado não queima, o peixe não pega, e a sobremesa não fica doce de mais. Gostava que na minha vida, mais coisas fossem assim. Em condições ideais, fins perfeitos e saborosos.
Nessa falta, vou começar a passar mais tempo dentro da minha cozinha.

5 comentários:

  1. ou isso ou admitir que és demasiado exigente contigo própria...não?

    :)

    ResponderEliminar
  2. Já eu adoraria não fazer tanta asneira na cozinha! Não consigo que nunguém goste do meu arroz!!! Igualzinho ao da minha avó, a culpa é deles! A cozinha? ai como eu a odeio!
    Bejico, leio-te sempre, bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. Gostei da analogia e penso o mesmo de mim. Sera que nos devemos remeter aquilo em que somos (quase) sempre boas? Ou que errar fará parte da aprendizagem e que só precisamos de nos aperfeiçoar? Ando com muitas questões ultimamente... Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  4. Por vezes nem sei do que gosto mais - se do acto de preparar a comida, e todo aquele ritual envolvente, se o do momento da refeição. Parabéns pelo equilibrio e perfeição :):)

    ResponderEliminar
  5. Texto excelente. Mas, não concordo com a conclusão! Penso que onde somos menos bons, é onde temos que treinar mais.
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores