sexta-feira, 12 de março de 2010

Sinais do tempo


Há dias assim. Em que me sinto raiar a insanidade. Acontece normalmente ás sextas, dia de cansaço de final de semana. Foi o caso de hoje, mais ou menos ás 9. Tudo começou, pelas minhas infidelidades. Eu era fiel a dois perfumes, até o apelo ser forte, e apaixonar-me por outros. Alguns, paixões antigas, é um facto. Nomeadamente o Chanel N 5. Eu sei, eu sei que pouca gente gosta. Mas gosto eu, e é quanto basta. Toda a perfumaria que por ora povoa a minha mesinha, deixa-me alguma margem de manobra. Os habitués Pleasures e Eternity, estão agora em pleno sossego. Merecem, merecem, que me aturavam há anos, os pobres. Adiante. Eram 9 horas. Rebento na porta, prestes a sair, já a sentir-se atrasado. Pego nos promenores, que como sempre, deixo para o fim. Anéis, pulseiras, relógio, lenço, enfim, o apanágio, digno de uma Senhora. No final de tudo, toca a borrifar-me com um Hugo Boss. Para logo após me lembrar, que já tinha postado o Chanel 5, logo após o duche.
Sinto-me nos entretantos, deveras perfumada. Deveras misturada, e deveras enjoada. Coisas. De sexta, dos inta, e por aí fora.

1 comentário:

  1. Lava os pulsos e as frontes. Perfumes misturados enjoam e perseguem-nos até ao fim do dia :)

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores