sexta-feira, 5 de março de 2010

Conversas

Hoje estou de escritas, ou é o tempo que não me deixa espaço para trabalhar. O tempo paga com tudo, coitado. Tem costas largas, o pobre. Acabo de ver as mulheres que por cá trabalham, lanchar. No intervalo da labuta, que é trabalhar com gente. Sentam-se na mesa redonda, bebem café com leite, e comem pão com manteiga. Enquanto comem, conversam, claro. As mulheres fazem conversa de tudo. Encontro muitas vezes o mesmo tema, que se acalma embaraçado, quando surjo, sem me esperarem. A vida sexual das Portuguesas tem muito que se lhe diga. Falam dela, como do tempo. Como se interessa-se ás outras, a frequência, forma, e local, onde se entregam ao desaire. Ou se calhar interessa, concluo, pelos risos que emitem entre dentes, deste ou daquele pormenor que vão dizendo. Aqui reside uma diferença fulcral entre nós, mulheres, e os homens. Os homens falam de futebol, de negócios, do tempo. Da política, e de Mulheres, mas não falam de sexo. Pelo menos do intimo, e em mesa redonda. E fica-lhes bem, claro.

2 comentários:

  1. Não sei se estarás muito certa. Provavelmente falam, mas nas nossas costas. ;((

    ResponderEliminar
  2. Hum... permite-me discordar, mas estou aperceber-me que os homens falam cada vez do foro sexual e sua parte mais intima. Obviamente, quem o faz mais e se sente à vontade, são os homens casados, que viveram/têm/tiveram uma experiência extraconjugal. Quase sempre, quando se chega à beira de um grupo de amigos e os mesmos estão a conversar, quem chega, já não faz a pergunta "Estão a falar de que?" ... porque já sabe a resposta (Mulheres). Tb concordo contigo, em mesa redonda, isso os homens não fazem. LOL

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores