sábado, 11 de setembro de 2010

Do dia


Estava de férias. Acordo, abro a janela, acendo a televisão, e paro na CNN. Ainda de olhos meio fechados, vejo uma imagem de um avião a embater numa torre e penso, onde vai a imaginação, que filme será este? Rebolo-me na cama e vejo outro, enquanto o meu cérebro desperta e olha de novo para a sigla, no canto superior direito, onde se lê, efectivamente CNN.
A força do fanatismo não tem limites, bem sei, permitindo a quem dele padece, cometer loucuras em tamanho grande. Quem se enfia dentro de um avião a fim de matar gente, muita gente, incluindo a si mesmo, assume um dos maiores perigos que o mundo pode enfrentar, pela impossibilidade de controlar o comportamento, que o comum dos mortais, pensamos nós, foge da morte. Pior, é que existem os incomuns, que podem entrar em aviões, podem atar explosivos ao corpo, e outros que tais, e podem sacrificam a vida. Ou melhor, devem, pois trata-se de um dever que sentem internamente. Incontrolável.

Nessa semana, por entre águas quentes e praias de sonho, quase me esqueci das torres gémeas, terrível pecado, bem sei, mas a lua, era de mel, e a muito perdoa. A vinda foi difícil, como que para me redimir, da languidez dos dias, num avião de gente em alerta, com uma equipa treinada, mas não tranquila.
Ali ganhei um dos medos da minha vida, que nem tenho muitos, pelo que a minha actual relação com os aviões ainda não é fácil. Isto um dia passa, que já lá estou quase. Assim passassem outras fraquezas que por aí andam.

2 comentários:

  1. Lembro-me de ver em directo o embate do 2º avião, pensei ser ficção. Não era. Pensei, daqui para a frente nada vai ser como antes, tudo vai mudar. No dia seguite embarquei para o Brasil, e só para entrar no perímetro do aeroporto foram 3 horas. Começaram aí as mudanças.

    ResponderEliminar
  2. Eu, como o Sputnik, vi o 2º em directo no telejornal. Só me lembro da pivot, uma rapariga de olhos azuis do Porto, que nem sabia o que dizer, só lhe faltou gaguejar. Eu teria gaguejado, tal o espanto.

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores