segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Do sapo e de perigos maiores...

Ligou-me, que me confundiu o aniversário, nem sei bem se a perdoo, que prefiro que se esqueçam do que me ponham mais velha antes do tempo, uma afronta por assim dizer. Ainda assim rimos, e foi bom ouvi-la que recordamos tempos de infância, dado nada mais termos a recordar juntas, que cada uma seguiu um caminho, pouco partilhado, nada comum, mas ainda assim de proximidade suficiente para a conversa surgir meia dúzia de vezes no ano. Quando o telefone toca e é ela, já sei que invariavelmente deambulamos em tempos de outrora, tardes passadas no campo, dias de escola e assim. Hoje falamos do episódio do sapo, um terrível batráquio que nos produzia um efeito de medo/atracção fenomenal, que ainda hoje me perco com estas dicotomias, que continuam a exercer algum poder na minha pessoa, por incrível que pareça. O bicho vivia dentro de um poço bem na beira da minha casa, era de um verde alface horrível e possuía uns olhos amarelados enormes, que quando conseguíamos ver, nos olhavam com uma calma que em nada nos sossegava. Nunca bem percebi o que nos levava aquele desaire, de rondar o poço horas a fio com o objectivo de ver um sapo, do qual fugíamos num ápice, mal lhe púnhamos a vista em cima, fenómeno que se estendia até, a outras realidades da vida animal. O momento de êxtase dava-nos uma tarde tranquila, ou às vezes nem isso, que mal esquecíamos o susto provocado pelo enorme bicho de olhos amarelos, voltávamos a rondar o poço, numa busca incessante e posterior fuga, mal o pobre surgia aos nossos olhos. Nem os gritos da minha avó, que nem por isso nos queria abeiradas do poço, nos surtia efeito duradoiro, que mal a dita se recolhia para as lidas da costura, era certo e sabido que nós as duas nos voltavamos a chegar ao perigo, que nem era o sapo, diga-se, embora isso nos parecesse, numa insensatez própria de crianças, que seria até de esperar, ter passado com a idade. Mas chamemos-lhe apenas atenuação.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores