domingo, 26 de setembro de 2010

Dos sonos

O sono é uma excelente terapia, assim eu a consiga. Nem era muito pessoa de me dar às insónias, terríveis açambarcadoras do bem estar, que nos levam a noite para onde entendem, à nossa completa revelia, nem sequer simpatizo muito com estes poderes assim. Dantes, era muito mais imune a ela, que podia até insurgir-se, tentar penetrar-me e levar-me o sossego, mas eu era muito mais poderosa e dava-lhe sumiço para longe, e não raras vezes até me gabava disso, feliz da vida, que adormecia onde queria, como queria, e o tempo que queria. Um dos sonos garantidos era feito no expresso, no trajecto até Lisboa em tempos de estudante, que durava cerca de uma hora e detinha sempre a fantástica serventia de me pôr a dormir como um bebé, de cabeça encostada ao vidro, num relaxe total, um must. Às segundas de manhã, o trânsito infernal alongava a ida, o que fazia com que o sono fosse ainda maior e mais restabelecedor, dentro do autocarro, enquanto a segunda circular se esvaia no caos, totalmente externo à minha pessoa. Hoje, ironicamente, o sossego da minha cama, o calor da minha almofada, e o cansaço que me assola, não chegam para que o sono se instale. Deambulo um pouco, que nem é preciso muito, e rápido tiro as minhas conclusões sobre a sua escassez. A isso ajudou-me ainda a lembrança de um episódio antigo, de uma amiga que adormeceu em plena passagem de ano, enquanto tudo à volta dançava o apita o comboio. Era à volta dela, não era dentro.

4 comentários:

  1. Não sei se conheces a discoteca 2001, no Autódromo do Estoril, onde a música ganha decibeis descomunais, pois já assisti a uma pessoa ali a dormir profundamente, sem ter bebido :)
    Quanto ao resto - já esperimentás-te contar os carneirinhos? dizem que é eficaz :):)

    ResponderEliminar
  2. Às vezes tenho fases assim, dificuldade em adormecer e sonos agitados. Das insónias, tenho até medo do nome! Quem me tira o sono, não me tira tudo mas quase...

    ResponderEliminar
  3. E quando o barulho está dentro de nós é quase impossível sossegar.

    :')

    ResponderEliminar
  4. Insónias, nem me fales delas.
    É que para além da dificuldade em dormir, quando consigo é com cada sonho, que quando acordo nem sei (sinto)se já dormi ou não, eheheheh

    ResponderEliminar

Deixar um sorriso...

Seguidores