domingo, 3 de outubro de 2010

Azares

Sempre me confundiram um pouco certas realidades, que há quem afirme como certas, e que a mim me soam nem seu bem a quê. O azar atrai azar, por exemplo, já a minha bisa o dizia, segundo ela, por dados comprovados de uma e outra história lá da aldeia. A da miséria que atrai miséria, num complô de situações crescentes e ligadas entre si, já me soa a lógica, que preciso dela na minha vida, que hei-de eu fazer. Ainda assim, não raras vezes, quase apetece acreditar nestes dizeres sem sentido, apregoados ainda hoje por terras pequenas, por tão certo parecer, que nem se ousa a duvidar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores