terça-feira, 31 de janeiro de 2012

100 escudos

Lembro-me perfeitamente das notas de cem escudos. Azuis, e com o poeta desenhado. Não tenho nenhuma, que não sou desse tipo de armazenamentos. Faz-me falta todo o espaço que reúno em casa, é isso, e papeis a mais são sempre papeis a mais, em lugares nos quais o vazio fica muito melhor. Dizem que há muitas espalhadas por aí, qualquer coisa semelhante a quatro milhões de euros, ouvi dizer, embora me soe a exagero. Um desperdício sério em tempos de crise, guardado em nome da recordação.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixar um sorriso...

Seguidores